Apenas uma vez

O desejo de possuir a mulher é tão forte que, não raras vezes, o homem apaixonado vive imaginando o dia em que terá a oportunidade de desfrutar da maravilha feminina depois de contemplar a paisagem colocada diante dos seus olhos.

A ansiedade é tanta que a entrega de presentes ocorre como manifestação do desejo que o apaixonado é incapaz de exteriorizar devido a vergonha, ou principalmente quando se é gago como meu amigo.

Gilo, como se chama, é o nome associado à paixão que consumia o jovem enlouquecido pela vizinha que, embora fosse gorda, era aos seus olhos a mulher mais linda do mundo.

As conversas do meu amigo eram dedicadas exclusivamente a celebração das virtudes da sua amada. Com ela desejava casar e constituir família. Todavia, tardava em abrir o seu coração, arrancar do seu interior o sentimento que tinha pela Tina que, a cada vez que passava diante do seu apaixonado, aumentava o seu sofrimento.

Empenhado em vencer o desafio que representa para todo o homem a conquista do coração da mulher, o meu amigo veio num dia desses ao meu encontro, pois tinha-me como seu confidente. O seu semblante expressava felicidade. Curioso, perguntei-lhe se trazia novidade. A resposta foi direita:

– Amigo, comprei para ela uma cueca preta e uma cueca vermelha. Entrego a preta, a vermelha, ou as duas? – questionou-me.

O meu amigo não pensava noutro assunto que não fosse a Tina. Ela era o seu mundo, preenchia a sua imaginação durante o dia inteiro e pensava adentrar o líquido sagrado no corpo da sua querida.

– Eu só quero uma vez, dizia o apaixonado.

O plano que viria a ser conhecido por todo o mundo, pois, era incapaz de partilha-lho apenas comigo, viria a tornar-se numa piada monumental, havendo ainda pessoas que, nos dias que correm, soltam gargalhadas quando se recordam dela.

Passaram-se vinte e cinco anos e durante este tempo muitos dos seus amigos casaram, geraram filhos, inclusive a Tina que, em respeito d tradição bantu, já conta com uma equipa de futebol em casa. Contudo, o meu amigo continua solteiro. As moças rejeitam-no por ser gago e pouco atraente.

Contudo, e embora continue a viver em casa do pai, o Gilo mantêm firme a esperança de que um dia possa vir a realizar o sonho que carrega. Uma vez apenas é tudo que ele deseja.

Mas, quem irá proporcionar-lhe este momento? Quem?

 

 

 

 

 

Leave a Reply